Blog Móveis Mara



Móveis Mara Publicado: 11/10/2019


Quando você está reformando seu banheiro, uma das tarefas mais importantes é escolher o azulejo. Por isso, a decisão sobre a compra de revestimentos deve levar em conta alguns fatores, como o estilo de decoração que mais lhe agrada e o nível de ventilação do cômodo.

Os revestimentos para banheiro mais comuns são os cerâmicos. Mas eles também podem ser porcelanatos, cimentícios ou de pastilhas de vidro. Independentemente do tipo, é essencial conferir se o material segue as normas técnicas vigentes e se é indicado para áreas molhadas, como a do box. E também é muito importante a parte de instalação, que deve ser feita por profissionais qualificados a fim de que o resultado se mantenha por muito tempo.

E nós estamos aqui para ajudar. Vamos explicar a importância dos revestimentos e algumas dicas sobre como escolher azulejo para banheiro.

 

Por que investir em revestimentos?

Os revestimentos não constituem apenas a base para a decoração do banheiro, mas também são um forte aliado na proteção contra os efeitos da umidade na estrutura da obra. Eles formam uma barreira física e evitam a proliferação de fungos e bactérias que podem causar alergias e problemas respiratórios aos moradores da casa.

Além disso, as placas são de fácil manutenção e tem um enorme durabilidade. E  podem ser instaladas em todo o banheiro, inclusive no teto, ou apenas nas áreas em que o contato com a água e o vapor é mais intenso.

 

Qual azulejo escolher para o banheiro?

Existem muitas opções de de revestimento no mercado atualmente que pode parecer difícil escolher a ideal para o seu banheiro. Mas não precisa ser assim. Então, confira nossas dicas antes de comprar.

 

Comece pela área de cobertura

O tempo em que o banheiro era revestido por inteiro não existe mais. Atualmente, arquitetos e engenheiros indicam aplicar azulejos em toda a área somente no caso de banheiros que ficam no centro da planta do imóvel, sem ventilação natural ou pouco iluminados.

Se ventilação e iluminação não forem um problema para você, pode optar por instalar revestimentos apenas dentro do box e sobre a pia, que são as áreas em contato constante com a água. No restante, pode ser aplicada a tinta epóxi ou a acrílica lavável — nesse caso, a manutenção deve ser feita periodicamente para evitar a proliferação de mofo.

 

Defina o tamanho das peças

Quanto maior for a dimensão dos azulejos, menos rejunte será necessário. Por um lado, isso facilita a limpeza e a manutenção. Porém, as peças precisam ser cortadas para finalizar a cobertura, e isso pode comprometer o visual, principalmente de banheiros pequenos.

Então, o primeiro passo é tirar as medidas do cômodo e escolher peças proporcionais. Um jeito de garantir uma perda menor de material é dividir a maior medida do ambiente por dois até chegar em uma dimensão que seja comercializada. Por exemplo, uma parede que tem 240 cm de altura pode ser revestida com azulejos 60 x 60 cm (240/2 = 120/2 = 60 cm).

Para saber a quantidade que deve ser comprada, calcule a área total que receberá o revestimento: multiplique a largura de cada parede do banheiro pela altura do ambiente e subtraia a área de portas e janelas. É recomendado  somar ainda 5% a 10% de margem de erro. E procure comprar o material de uma vez só, para evitar diferenças de lotes.

 

Saiba o efeito das cores

Depois de definir o tamanho das peças, é hora de pensar nas cores. Para os banheiro que são mais compactos, o azulejo branco é sempre uma opção clássica e minimalista. Como reflete bem a luz, esse revestimento ajuda a ampliar o cômodo. Se você quiser diferenciar, opte pela variedade de relevos, o efeito fica muito interessante.

Já os azulejos que possuem uma tonalidade escura são uma opção interessante para banheiros amplos, resultando em uma decoração moderna e intimista. E os revestimentos coloridos e estampados são uma opção divertida e criativa, especialmente para o banheiro das crianças.

E é muito importante que haja uma harmonia entre o piso e o revestimento da parede. Uma combinação que sempre dá certo e ainda amplia o ambiente é piso escuro e paredes claras.

 

Escolha os acabamentos

Para o uso interno, os revestimentos podem ser:

  • polido: acabamento liso e brilhoso por polimento;
  • brilhante: acabamento esmaltado;
  • acetinado: acabamento mais suave, com brilho discreto;
  • fosco: acabamento mais áspero e poroso.

 

Na hora de escolher, leve em conta o estilo de decoração da sua casa e também o nível de iluminação do banheiro. E lembre-se de que quanto mais liso, mais fácil de limpar; porém, também mais escorregadio.

Já o corte das peças define qual o tipo de rejunte que será utilizado: ele pode pode ser reto (retificado) ou arredondado (bold). O revestimento com borda reta pode ser aplicado com rejunte mais fino (1,5 mm), mas o arredondado precisa de no mínimo 3 mm de espaçamento.

E a cor dos rejuntes faz toda a diferença! Os mais escuros, como preto e cinza, ajudam a destacar os azulejos claros e modernizam o banheiro.

 

Atenção aos detalhes!

Você pode fazer combinações de cores, misturando padrões, texturas e até mesmo o sentido da paginação, para dar mais personalidade ao banheiro. Escolha um ponto focal, e exercite a sua criatividade.

Uma ideia interessante é usar um revestimento diferente apenas para compor o nicho dentro do box. Tendo um contraste visual que fica super elegante!

Outra opção interessante é embutir a iluminação em armários e nichos. Para destacar ainda mais os azulejos, você pode escolher móveis sob medida de cores neutras e com acabamentos espelhados.

Vimos como a escolha do azulejo é fundamental para o planejamento da reforma. É necessário que você conheça as principais características dos materiais e saiba o que funciona melhor para o seu projeto. Depois, fica bem mais fácil de comparar preços em diferentes lojas e fazer um ótimo negócio.

 

Gostou das dicas? Faça uma visita em nossa loja e descubra os melhores móveis sob medida para o seu banheiro. E não esqueça de compartilhar com seus amigos e deixar seu comentário. 

Precisa de ajuda? Iniciar Chat